Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

O movimento de valorização do boi gordo está com força

29 de outubro de 2014 0

Em São Paulo houve reajuste na referência e a cotação vigente está em R$137,00/@, à vista. Há boa probabilidade de novas altas para os próximos dias, visto que o volume de ofertas de compra a preços maiores é crescente.

As escalas de abate no estado atendem, em média, entre três e quatro dias, o que reflete a dificuldade de aquisição de boiadas. A oferta curta é o principal componente das recentes valorizações.

As altas ocorreram em 14 regiões pecuárias. Em Goiás, os preços subiram nas duas praças pecuárias pesquisadas e as referências estão alinhadas em R$130,00/@, à vista, mesmo preço verificado em Mato Grosso do Sul.

No mercado atacadista de carne com osso de São Paulo, houve alta, com o boi casado de bovinos castrados cotado em R$8,26/kg.

Com os estoques enxutos, as indústrias tentam dar força à cotação da carne nesta virada de mês.

Colaborou Gustavo Aguiar, zootecnista e consultor da Scot Consultoria.

Bookmark and Share

Chegada das chuvas em Minas Gerais pode dar mais firmeza ao mercado de reposição

29 de outubro de 2014 0

A oferta de animais de reposição está restrita no estado, especialmente para machos.

Os negócios ocorrem de maneira moderada em função da seca.

A expectativa é de que, com a chegada das chuvas e consequente melhora dos pastos, o mercado volte a ficar aquecido. Nestas circunstâncias, não estão descartadas altas de preços.

No entanto, em um ano os preços dos animais subiram 35,4% no estado, o que limitam valorizações expressivas daqui para frente.

A categoria que mais subiu no período foi o bezerro desmamado (6,0@). O animal tem sido negociado por R$880,00, frente a R$616,00 em outubro do ano passado.

O boi gordo, no entanto, subiu menos, 23,5%, o que desfavoreceu o poder de compra do pecuarista, que hoje é capaz de adquirir 2,33 bezerros desmamados com a venda de um animal terminado (16,5@).

Em outubro de 2013, a relação de troca estava em 2,70.

Colaborou Maisa Módolo, engenheira agrônoma e consultora da Scot Consultoria

Bookmark and Share

Pecuária leiteira: custos de produção ligeiramente menores em outubro

28 de outubro de 2014 0

Em outubro, o Índice Scot Consultoria de Custo de Produção para a pecuária leiteira, teve uma ligeira queda mensal de 0,2%. Este é o segundo recuo consecutivo dos custos.

O grupo dos insumos que apresentaram a maior queda foram os concentrados energéticos (-2,3%), concentrados proteicos (-2,0%) e sanidade (-1,0%).

Para os demais insumos, houve alta nos preços dos suplementos minerais em 11,3%, dos fertilizantes em 5,0%, dos defensivos em 2,4% e do grupo dos combustíveis/lubrificantes que aumentaram 1,2%.

Nos últimos doze meses, o índice para a pecuária de leite subiu 5,8%.

Colaborou Juliana Pila, zootecnista e analista da Scot Consultoria

Bookmark and Share

Boi gordo: pouca oferta e pressão de alta em todo o país

28 de outubro de 2014 0

O mercado do boi gordo iniciou a semana com pressão de alta e poucas negociações.

Com a oferta restrita de animais e a consequente dificuldade na aquisição de grandes lotes, alguns frigoríficos iniciaram a segunda-feira (27/10) ofertando valores maiores pela arroba.

Parte das indústrias ainda aguarda melhor posicionamento do mercado para entrar nas compras.

Em São Paulo a referência subiu para R$136,00/@, à vista.

As escalas no estado oscilam ao redor de quatro dias e vêm acompanhadas de falhas. As programações mais longas são dos frigoríficos que trabalham com bois a termo e parcerias.

O cenário é de pouca oferta e preços em alta em todo o país, o que levou à valorização na referência em catorze praças.

O preço da carne com osso segue estável em R$8,02/kg. A expectativa em curto prazo é de que os estoques baixos continuem sustentando os atuais patamares.

Colaborou Maisa Módolo, engenheira agrônoma e consultora da Scot Consultoria

Bookmark and Share

Mercado de ovos pressionado

27 de outubro de 2014 0

Mercado de ovos em baixa. Nas granjas paulistas, a caixa com trinta dúzias teve queda semanal de 6,9%. O produto está cotado em R$40,50.

A redução no consumo e o bom abastecimento do produto têm pressionado as cotações.

No atacado, a caixa com trinta dúzias é comercializada por R$45,00, queda de 6,3% em sete dias.

Para incentivar o consumo, acontecem promoções no varejo. Segundo levantamento da Scot Consultoria, na semana, a dúzia de ovos brancos tem sido comercializa por R$3,99, queda semanal de 4,5%.

Colaborou Juliana Pila, zootecnista e analista da Scot Consultoria

Bookmark and Share