Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Retorno

28 de outubro de 2014 0

No próximo dia 5 retomarei minhas atividades profissionais.

Durante o período subsequente à angioplastia a que fui submetido pareceu-me conveniente uma pausa. Afastei-me, temporariamente, das tarefas rotineiras.

De outra parte, como participava das discussões sobre os avanços do programa para o agronegócio nos próximos quatro anos, atendendo a convite que me foi transmitido pelo vice-presidente Michel Temer, por solicitação da presidenta Dilma Rousseff, achei conveniente não escrever para este espaço, por sua total desvinculação com candidaturas.

A partir, repito, do próximo dia 5, voltarei a escrever preservando a linha sempre usada para informações e considerações.

Até lá.

Abraços,

Odacir Klein

Bookmark and Share

Pausa para a recuperação

20 de setembro de 2014 0

No último dia 15, segunda-feira, Odacir Klein, após passar mal com problema cardíaco, precisou se submeter ao procedimento para desobstrução de uma artéria – angioplastia. Ficou internado no Hospital do Coração, em Brasília, e tudo correu bem.

Na quarta-feira recebeu alta médica e já se está em casa se recuperando. Seu estado de saúde é estável.

A indicação médica foi de repouso total, razão pela qual ficará afastado por alguns dias de suas atividades. Assim, ficaremos um período sem acesso às suas qualificadas postagens neste espaço.

Cíntia dos Santos Pereira

Bookmark and Share

Pedral do Lourenço

12 de setembro de 2014 0

Imagem1

Divulgo matéria publicada pela Ascom, da Aprosoja, no relatório semanal da entidade.

—————————————————————————————–

Dnit relança edital para derrocamento do Pedral do Lourenço

A obra na Hidrovia do Tocantins vai viabilizar o escoamento da produção da região Leste de MT

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) lançou um edital para contratar uma empresa para elaborações dos projetos básico e executivo e também que faça as obras de derrocamento do Pedral do Lourenço, na Hidrovia do Tocantins, no Pará. O lançamento do primeiro edital foi em 21 de março, mas foi anulada três meses depois. Este novo certame será aberto no dia 04 de novembro.

A contratação será feita via Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que exige que os projetos e a execução da obra sejam integrados, ou seja, feitos pela mesma empresa.

Para os produtores da região Leste de Mato Grosso esta é uma ótima notícia. Com o derrocamento do Pedral do Lourenço, será viabilizada a estação de transbordo de Marabá e, assim, e a utilização das eclusas de Tucuruí para chegar ao porto de Vila do Conde, no Pará.

“Com essa nova rota totalmente viabilizada, poderemos escoar parte da produção pelo Norte do país”, diz Endrigo Dalcin, vice-presidente da região leste da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e coordenador do GT Rio das Mortes, grupo de trabalho que busca também viabilizar a navegação pelo rio de mesmo nome.

As empresas que trabalham com o transporte de grãos terão mais segurança para investir nas estações de transbordo e nos portos a partir do momento em que a trafegabilidade for viabilizada através do projeto de derrocamento. A rota atende também os estados do Tocantins, Goiás e o sul do Pará.

—————————————————————————————–

As fotos publicadas mostram a situação atual do mencionado obstáculo à navegação e como ficará após a implantação definitiva do projeto, com grandes benefícios para o transporte hidroviário, favorecendo a circulação de mercadorias e produtos entre o Centro-Oeste e portos do norte do país.

Odacir Klein

Bookmark and Share

Dia do médico-veterinário: gratidão

09 de setembro de 2014 0

Imagem1

Meu amigo José Alcides Marques Menezes, médico-veterinário, que em sua atividade profissional ocupou importantes posições no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa – lembrou-me que hoje é dia dedicado aos profissionais que exercem a medicina veterinária.

Segundo ele, em 1933, Getúlio Vargas assinou o Decreto-Lei 23.133 regulamentando a profissão.

A atividade é antiga e avança cientificamente de forma acelerada. A população evolui no sentido de entender a importância de cuidados com os animais, não apenas em razão de resultados econômicos, mas também de interação afetiva.

Os médicos-veterinários atuam garantindo a saúde animal, mas também a humana. Exercem cuidados assemelhados aos que os médicos destinam às pessoas. Concorrem para os avanços no sentido de produtividade e são fundamentais para a defesa sanitária. Cuidam de animais das mais diversas espécies e, juntamente com profissionais de outras áreas, concorrem para a preservação das mesmas.

Pode parecer exagero afirmar que são promotores de sustentabilidade, mas é inquestionável que suas ações resultam em benefícios ambientais, econômicos e sociais. Por isto, não pretendo apenas manifestar “parabéns”. Expresso um sincero “muito obrigado”, por tudo o que referidos profissionais fazem em benefício não apenas dos animais, mas da humanidade e do meio ambiente.

Odacir Klein

Bookmark and Share

Ufa!

03 de setembro de 2014 0

A preocupação da cadeia produtiva do biodiesel era que, neste período de recesso branco em função da campanha eleitoral, não houvesse quórum no Senado Federal, no esforço concentrado de ontem, para votação da MP 647/2014, prevendo o aumento da mistura obrigatória de biodiesel ao óleo diesel.

Como se não ocorresse a votação até o dia 25 deste mês a MP deixaria de produzir efeitos, referido aumento – que passou de 5% para 6%, em julho e será de 7% a partir de novembro – retornaria para o patamar inicial.

As duas casas do Congresso Nacional, tanto através da Comissão Especial que examinou a matéria como dos plenários, foram unânimes na aprovação.

O relator, deputado Arnaldo Jardim, acrescentou também a possibilidade do aumento da mistura de etanol anidro passar de 25% para 27,5%, possibilitando, assim, à presidente promover tal aumento, se julgar oportuno.

Foi uma vitória do bom senso, com profundos reflexos positivos no meio ambiente, na saúde humana, na balança comercial, na geração de empregos, na agricultura familiar, no fornecimento de farelo para produção de proteínas animais e no próprio PIB.

Odacir Klein

Bookmark and Share